Entrega do certificado do Iphan marca abertura oficial da 26ª Fenadoce nesta terça-feira (05)

06/06/2018 Fonte:Assessoria de Imprensa / Foto: Rafael Takaki

No último dia 15 de maio, Pelotas teve seu conjunto histórico e tradição doceira reconhecidos como patrimônio cultural do Brasil. O Conjunto Histórico de Pelotas será tombado, com registro nos três livros do Iphan e a tradição doceira de Pelotas também foi inserida no Livro de Registro do Patrimônio Imaterial, na categoria dos saberes.
 
Na Fenadoce, a presidente do Iphan fez a entrega dos certificados aos municípios de Pelotas, Morro Redondo, Turuçu, Capão do Leão e Arroio do Padre, todos pertencentes à antiga região de Pelotas. "A cidade de Pelotas volta a ser vanguardista. Para nós, do Iphan, foi uma honra muito grande, porque foi a primeira vez em 81 anos de história da instituição que foi feito,  ao mesmo tempo, tombamento e registro de uma região", afirmou  Kátia, que completou: "Temos que cuidar do nosso patrimônio cultural porque sem nossa história e sem nossa memória que povo somos? Para termos nossa identidade precisamos conhecer bem nossas raízes e nossas historias".
 
A Prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, destacou que a Fenadoce é uma vitrine da cidade. "Essa feira reúne o que nós temos de melhor a mostrar. Talvez a nossa maior riqueza seja justamente a nossa diversidade: de paisagens, etnias, culturas que estão evidenciadas nesse reconhecimento da tradição doceira como patrimônio imaterial", conta, ao afirmar que a Cidade do Doce representa perfeitamente a Pelotas como Patrimônio Cultural. "Por fora é a replica das edificações e o que está dentro, a alma, o que dá consistência ao patrimônio edificado é o personagem principal da feira: as doceiras e os doces".
 
Fazendo jus ao tema da feira este ano - Nosso Mundo mais Doce - a Conselheira da CDL Pelotas, Vanisse Krause, lembrou de ações como a doação de sangue, campanhas do agasalho e Atitude Doce, que ajudam a deixar o mundo de muitas pessoas mais doce. "Hoje o nosso desafio principal é manter a qualidade da feira. São 3,5 mil postos de trabalhos diretos e indiretos, que promovem o turismo da região", comemora.
 
O governo do estado do Rio Grande do Sul esteve representado através do Secretário do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcisio Minetto. Para ele, "esta é a melhor Fenadoce de todos os tempos". Representando os patrocinadores da feira, Fabio Ruivo, da Biscoitos Zezé, não esconde a alegria em fazer parte da 26ª Fenadoce. "Poder patrocinar a feira para nós é um privilegio, um prazer. Valorizamos muito nossa cultura", comemora. 
 
Após o fim da cerimônia, as autoridades presentes fizeram uma visita guiada pela Cidade do Doce, Fábrica do Doce, Feira da Agricultura Familiar e Espaço Arte do Doce. Além disso, para cada presente foi disponibilizado um cartão com os dizeres "Entregue esse cartão a alguém que precise muito mais do que você". Essa iniciativa, em parceria com a CDL Pelotas e Biscoitos Zezé, garantirá a doação de uma cesta de alimentos a quem levar o cartão à Câmara de Dirigentes Lojistas. A ação remete a campanha Atitude Doce, promovida pela feira para incentivar ações do bem.

Galeria da Notícia