Carolina Osório será a primeira mulher a presidir a Associação Rural de Pelotas

28/11/2017 Fonte:Associação Rural de Pelotas / Foto: Luciara Schneid

A agropecuarista Carolina Luiza Peró Osório será a primeira mulher a presidir a Associação Rural de Pelotas (ARP), na gestão 2017/2019. A posse está marcada para o dia 11 de dezembro, juntamente com a nova diretoria, eleita por aclamação, na tarde de segunda-feira (27), durante assembleia geral ordinária, no Salão Nobre da entidade.


Foram eleitos ainda os membros dos Conselhos Técnico e Fiscal para o biênio de dezembro de 2017 a dezembro de 2019.


Foi inscrita apenas uma chapa, de situação, liderada por Carolina que substitui José Luiz Martins da Costa Kessler, presidente da entidade na gestão 2015/2017. Na assembleia geral, também foi votado e aprovado o relatório e prestação de contas da diretoria 2015/2017, e respectivo parecer do Conselho Fiscal.


A nova presidente destaca que dará prosseguimento ao trabalho em conjunto realizado pelas diretorias anteriores com as diversas entidades agropecuárias da região, a fim de fortalecer cada vez mais as parcerias, como a realizada com os sindicatos de toda a região. "A intenção é continuar congregando a Região Sul do Estado para que a ARP siga como referência ao agronegócio regional, que funciona apesar da crise, a partir desta grande corrente formada por todas as entidades que estão unidas", disse.


"A eleição nos causa grande alegria por ser uma profissional de alta qualidade, competência e reconhecida liderança, aceitando o desafio de presidir a Associação Rural, no momento em que a entidade completará 120 anos de exitosa existência", declarou o presidente Kessler. Ele agradeceu ainda a toda a diretoria que o acompanhou nos últimos dois anos e desejou aos novos eleitos sucesso e muitas realizações.


Saiba mais


Carolina Luiza Peró Osorio é médica veterinária, formada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), com especialização em Reprodução, na Universidade Ludowick Maximilian, de Munique (Alemanha). Possui, ainda, especialização em Ciências Sociais e Teológicas, pelo Instituto Mysticis Corporis, em Florença, na Itália. 


Atualmente, é responsável pela pecuária, nas propriedades da sua família, nos municípios de Quaraí, Capão do Leão e Uruguaiana, que têm atividades voltadas à produção de arroz, soja, pecuária de corte, cavalo crioulo e ovinocultura.


Na sua vida profissional acumula experiências como veterinária responsável da Fazenda Horizonte Verde, em Cotia (SP), no ano de 1985; vice-presidente e responsável pela América Latina, na empresa multinacional italiana Kemia Tau, sendo membro do seu Conselho Administrativo na matriz em Turin, Itália, entre 1994 e 2002. Também foi diretora da empresa Unigen Biologia pelo DNA, em São Paulo, de 2004 a 2007. Colaborou, ainda, na elaboração da segunda edição do Manual da Produção Leiteira da CCGL.


Em entidades relacionadas à atividade agropecuária, participou como diretora do Núcleo Sudeste de Angus, nas três últimas gestões e do Sindicato Rural do Capão do Leão, por quatro gestões. É atual 1ª vice-presidente da Associação Rural de Pelotas e vice-presidente e conselheira técnica do Núcleo de Criadores de Cavalo Crioulo do Capão do Leão.


Em atividades sociais, atuou na formação de lideranças em comunidades em vulnerabilidade, em Pelotas, Porto Alegre e São Paulo, com valores de formação para Um Mundo Unido. Colaborou com o Movimento Político pela Unidade e participou de 18 congressos internacionais, em Roma, sobre formação e educação social, relacional e religiosa. Atualmente, coordena a Comunidade do Movimento dos Focolares em Pelotas.


Entre as distinções recebidas estão os prêmios de Mérito pelo Sindicato Rural do Capão do Leão, com Destaque na Produção de Angus e o Sentinela Gaúcho, por Pelotas.

Galeria da Notícia