Voltar para: Noticias

Agronegócio

Irga promove reunião para apresentar trabalhos da Divisão de Pesquisa

17/07/2017 Fonte:Julie Moresco da Silva - Assessoria de Comunicação/Irga-RS

O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) promoveu reunião para apresentar os trabalhos da Divisão de Pesquisa da autarquia. Neste encontro, que ocorre anualmente, os pesquisadores do Irga explanaram sobre projetos que estão desenvolvendo ou concluíram recentemente. O evento começou na quarta-feira (12) e se encerrou nesta sexta-feira (14), no auditório principal da Estação Experimental do Arroz (EEA), em Cachoeirinha.

Nos dois primeiros dias da reunião, foram apresentados os resultados de pesquisas que estão em fase final ou já concluídos. No terceiro e último dia, as seis regionais mostraram os resultados das lavouras de arroz e as atividades promovidas nesta última safra em cada um dos locais. Participaram do encontro pesquisadores, coordenadores regionais e das estações de pesquisa, instituições e pesquisadores que têm convênio com o Irga e a diretoria da instituição.  

Conforme o gerente da Divisão de Pesquisa do Irga, Rodrigo Schoenfeld, este é o principal evento no ramo da pesquisa. "É nesse evento que são apresentados e discutidos todos os resultados da pesquisa na safra anterior. Apresentados os resultados e trabalhos que estão em fase final e têm conclusões. Tudo isso é apresentado para os colegas da extensão rural para que levem essas informações para o produtor no campo", explica.  Schoenfeld contou que foi em uma reunião como essa que ficou decidido que o Irga faria o lançamento da cultivar IRGA 424 RI, material usado hoje em 50% da safra do Rio Grande do Sul.

Para o gerente da Divisão de Assistência Técnica (Dater), Athos Gadea, através dessa reunião o Irga fortalece e pratica o seu diferencial que é ser a única Instituição que trabalha com extensão e pesquisa. "É uma maneira de ser feita uma troca de informações e trazer novos resultados das novas pesquisas", destaca Gadea.

Este ano a Estação Experimental do Arroz promoveu 137 ações de pesquisa. Os principais trabalhos dizem respeito ao melhoramento genético, ao manejo da cultura do arroz e da soja, estudo de sementes e pós-colheita. "Destaco os trabalhos ligados ao melhoramento genético, porque a curto e médio prazo o Irga pretende lançar novas variedades. Também destaco o incansável e intensivo trabalho do Irga de gerar cultivares resistentes à brusone (doença causada pelo fungoPyricularia oryzae) e trabalhos com a cultura da soja em terras de várzea", acrescenta Schoenfeld.

Galeria da Notícia